sábado, 20 de agosto de 2011

Melhores Filmes brasileiros de 2010



Os 10 Melhores Filmes Brasileiros de 2010


2010 foi um ano excepcional para o cinema nacional, com recordes de público e crítica.
Pela primeira vez, três filmes superaram a marca dos 3 milhões de espectadores, atraindo os olhares dos investidores. O cinema brasileiro passou a ser um negócio lucrativo.
Confesso que não vi todos os destaques nacionais do ano, mas dentre os quase vinte que vi, consegui fazer uma lista de 10 melhores, embora saiba que outros que não vi poderiam estar nesta lista.
Lembro que valem apenas os filmes que estrearam nos cinemas em 2010 e não filmes de festivais ou dvds.


1.  Os Famosos e os Duendes da Morte (o melhor filme e a maior revelação do cinema brasileiro em 2010. em seu primeiro longa, Esmir Filho fala com uma sensibilidade única sobre isolamento, perspectivas e aspirações, sob o ponto de vista de um adolescente de uma pequena cidade gaúcha. o único ponto negativo talvez seja o título pouco comercial. um lindo filme, que merece ser visto e revisto)


2.  Tropa de Elite 2 (José Padilha aperfeiçoou o primeiro e ousou colocar o dedo na ferida das milícias cariocas, fazendo um filme genuinamente político. um bom elenco, exceto por um sonâmbulo Wagner Moura, um roteiro bem construído e ótimas cenas de ação ajudaram a quebrar uma marca histórica, com 11 milhões de espectadores, tornou-se o filme nacional mais visto de todos os tempos. merecido)


3.  Histórias de Amor Duram Apenas 90 Minutos (outro filme pequeno, mas uma ótima surpresa. o diretor Paulo Halm compõe um retrato de um jovem pretenso escritor - o ótimo Caio Blat -  tendo que amadurecer em sua relação e profissionalmente. destaque para Daniel Dantas como o pai, dono das melhores frases do roteiro)


4.  As Melhores Coisas do Mundo (as descobertas de um garoto paulistano de 15 anos, de classe média, em seu cotidiano na escola, com garotas e a família. um olhar terno sobre os ritos de passagem da adolescência, num belo filme de Laís Bodasky) 


5.  Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo (um geólogo faz uma longa viagem de trabalho pelo sertão nordestino e neste isolamento sente a falta da ex-mulher. a narrativa é subjetiva, em primeira pessoa e o protagonista jamais aparece. um belo filme de Karim Aïnouz e Marcelo Gomez) 


6.  Cinco Vezes Favela, Agora Por Nós Mesmos (cinco episódios, 'Fonte de Renda',  'Arroz  com Feijão', 'Concerto para Violino', 'Deixa Voar' e 'Acende a Luz' dirigidos por jovens cineastas moradores das comunidades, coordenados por Cacá Diegues. um filme oportuno, embora irregular)


7.  Chico Xavier (terceira maior bilheteria do ano - a segunda foi do kitsch 'Nosso Lar' -, numa  produção caprichada, dirigida por Daniel Filho. conta a história do famoso médium mineiro, desde a infância. as boas atuações seguram o filme)


8.  Antes Que o Mundo Acabe (outro bonito filme adolescente, este com um olhar mais nostálgico e carinhoso desta fase. conta a história de um triângulo amoroso de três garotos gaúchos, que sonham sair da sua cidadezinha. boa estreia em longas de Ana Luiza Azevedo com roteiro de Paulo Halm)


9.  Cidadão Boilesen (um documentário sobre um lado pouco mencionado da época da ditadura militar. conta a história do empresário Henning Boilesen, então presidente do Grupo Ultra, que foi morto pela guerrilha por ser um notório colaborador civil da repressão. oportuno e revelador) 


10.  Os Inquilinos (um verdadeiro suspense da vida real. retrata o cotidiano de uma pacata família da periferia, que tem sua segurança e equilíbrio quebrados quando o vizinho recebe inquilinos indesejados, três jovens bandidos. o diretor Sérgio Bianchi faz um ótimo filme, onde o perigo é palpável e muito próximo da nossa própria realidade)


Extra:  O Bem Amado (originalmente este era o décimo colocado da lista, mas como assisti 'Os Inquilinos' depois, resolvi substitui-lo. a sátira política de Dias Gomes chegou ao cinema pelas mãos do televisivo Guel Arraes e parece ter sido feito mesmo para uma minissérie de tv e condensado em duas horas. a despeito da bela produção e bons atores, tem um roteiro truncado, que perde tempo com personagens secundários e uma trilha intermitente, que é um pesadelo. vai ficar melhor na tv)


Veja também: "Os 10 Melhores Filmes de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário