quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Novo cônsul-geral da Itália em Porto Alegre é saudado em evento promovido pela Sociedade Italiana do RS



Reportagem publicada na Revista Eletrônica Oriundi:


   Simpaticíssimo. Assim o presidente da Sociedade Italiana do Rio Grande do Sul (SIRGS) , Giuseppe Ferraro, definiu o novo cônsul da Itália em Porto Alegre, Augusto Vaccaro, fazendo eco à manifestação dos presentes, no “vinho de boas-vindas”, realizado na noite da última quinta-feira (04), na sede da entidade.
    Entre os participantes do encontro, o ex-governador Olívio Dutra e esposa, Judite Dutra, o vereador Carlos Todeschini, além de membros da diretoria da SIRGS, como Francisco Morelli (vice-presidente), Berenice Kretiska (diretoria social), Fiore Marrone e Armando Traversoni (diretoria cultural), Denise Kupac (departamento de turismo), Leonardo Marzano (departamento de gastronomia), Antonio Alberti (relações públicas). Também fizeram parte do evento a coordenadora do curso de italiano, Luciana Xavier de Mello, a secretária adjunta da Educação do município de Porto Alegre, Zuleica Beltrame, além das professoras Daniela Norci, da Universidade Federal do RS, Ereci Albuquerque Mogetti, da Associação Itália Porto Alegre, e Emilia Viero, professora de arte e produtora cultural.



Fila da cidadania
A fila para a obtenção da cidadania italiana e o corte de recursos, por parte do Governo da Itália, destinados aos italianos no exterior foram mencionados no discurso do cônsul Augusto Vaccaro, que assumiu o posto no final de junho passado. Segundo ele, a demora para a obtenção do reconhecimento da cidadania – até sete anos - se deve à grande demanda de processos, que totalizam, atualmente, o número de 40 mil. Quanto aos cortes, assegurou que o trabalho prossegue normal no consulado de Porto Alegre, e salientou o fato de alguns consulados estarem até mesmo sendo fechados na Europa.
Além do atendimento aos ítalo-descendentes que buscam o reconhecimento da cidadania italiana, Vaccaro apontou como metas manter o Consulado próximo da comunidade, por meio da promoção da cultura italiana e da continuidade do trabalho de assistência social, em especial aos connazionali anziani.

Nenhum comentário:

Postar um comentário