sábado, 17 de dezembro de 2011

O grande abraço na Usina do Gasômetro!!

Abraço artístico18/12/2011 | 20h10

Manifestação de artistas pede reabertura da Usina do Gasômetro

Espaço cultural na Capital foi interditado na quarta-feira (14/12)

Fonte:ZH
Manifestação de artistas pede reabertura da Usina do Gasômetro Mauro Vieira/Agencia RBS
Grupos que desenvolvem trabalhos na Usina do Gasômetro protestaram neste domingo (18/12)Foto: Mauro Vieira / Agencia RBS
Foto: EreMogetti

Foto: EreMogetti
À  ABRAÇO DO GASÔMETRO
Foto: EreMogetti
com grupos do projeto USINA DAS ARTES
Adicionar legenda

Foto: EreMogetti

Foto: EreMogetti

Foto: EreMogetti

Foto: EreMogetti

Foto: EreMogetti

Armando Traversoni e Caco Coelho

Foto: EreMogetti

Foto: EreMogetti

Foto: EreMogetti
Artistas e população unidos num gesto de carinho a este símbolo
querido pelos porto-alegrenses
Neste Domingo 18/12
17h
Estacionamento
A Usina está interditada em razão judicial
Venha apoiar a continuidade da efervescência cultural no que talvez
seja o maior símbolo de Porto Alegre
REPASSE ESTE CONVITE A TODOS
Juntos formaremos uma grande corrente

Alguns belos Momentos da Associação na Usina:













Crônicas da Cena - Correio do Povo

Abraço à Usina

CACO COELHO

A Usina do Gasômetro é um dos símbolos mais queridos de Porto Alegre. Isso já tem muito tempo. Uma construção imponente servindo como gávea, voltada para a vista mais bela da cidade, o pôr do sol no Guaíba. Inicialmente, pensada para ser o boulevard da Rua da Praia, o entorno da Usina do Gasômetro ainda levou décadas para ser redescoberta, ou, finalmente descoberta. Depois de passar mais de meio século como geradora de energia, a Usina foi submetida a um total abandono por quase uma década. Foi salva da demolição - é muito difícil hoje imaginar esta possibilidade, mas, vendo a situação a que o prédio chegou era o mais provável de acontecer - para se transformar em um centro cultural junto com uma escola, voltada à formação dos trabalhadores. Veio outro governo e deu a destinação de Centro de Eventos. Dessa forma, a Usina foi usada por quase outras duas décadas, usada e, depois, deixada. Vinha um evento, usava a Usina e depois saía, não deixando nada que pudesse ser continuado. Nestes últimos anos, a Usina do Gasômetro implementou o projeto continuado, conhecido como Usina das Artes. Dezenas de companhias de teatro e dança se somaram, construindo um verdadeiro ensemble - conjunto de grupos que, vocacionados esteticamente, produzem, incrivelmente.

Este processo todo foi uma força xamã que levou para a Usina milhões de pessoas. Isso mesmo, foram durante estes últimos sete anos mais de 15 mil atividades artísticas, abertas ao público, sendo mais de 4 mil espetáculos. Nas recentes edições dos prêmios, tanto o Açorianos, quanto o Braskem, do Porto Alegre Em Cena, praticamente todos os prêmios foram erguidos pelos grupos que ocupam este condomínio. É a força do desenvolvimento de linguagem, tornando possível a identificação dos seus pares e, assim, impulsionar a sociedade a ter a coragem para fazer aquilo que nós ainda não fomos capazes. Neste final de semana seria festejado este encontro, este processo, esta alegria em que se tornou a vida cultural da Usina e do seu entorno. Ocorre que, talvez, quem sabe, pode ser, tenha faltado o desejo positivo de reconhecer tudo o que foi feito para receber este público imenso. Assim, os grupos que fazem parte deste movimento, darão um abraço, cheio de simbolismo, àquele que é hoje, sim, o símbolo mais querido dos porto-alegrenses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário